Psoriase

PsoríaseTerapia recomendada para o tratamento da psoríase:

Vitaminas: vitamina A (beta-caroteno), complexo B (B1, B5, B6, B12), vitamina C, vitamina D, vitamina E, vitamina F

Minerais: iodo e zinco

Outros: Ómega-3 e lecitina

1. Sumo de Aloe Vera

2. Óleo de pescado com Omega-3

3. Beta-caroteno com vitamina E

4. Gel de Aloe ou creme de própolis (friccionar diariamente)

5. Geleia real

6. Vitamina C

7. Aumentar o consumo de fibra

A PSORÍASE é uma enfermidade que faz com que as células da pele se reproduzam a cada três dias ao invés de ser a cada 21 dias, que é o normal, produzindo uma escamação exagerada.

A PSORÍASE não é contagiosa, uma vez que não é uma infecção.

Sintomas de PSORÍASE:

Os sintomas de psoríase são: vermelhidão de certas áreas do corpo, com a presença de escamas as quais estão sempre se desprendendo, irritação e, em alguns casos, sangramentos.

Apresenta-se principalmente nos:

1. Cotovelos e nos joelhos;

2. Braços;

3. Mãos;

4. Pernas;

5. Peito;

6. Abdômen;

7. Virilhas;

8. Pescoço e orelhas.

9. As unhas das mãos o dos pés perdem seu brilho e ficam duras e quebradiças.

Causas da psoríase:

A causa é desconhecida. Sabe-se que tem uma forte influência psicossomática, já que o problema aumenta com o nervosismo e com o stress.

A falta de gorduras poliinsaturadas, como o ómega-3, no organismo está relacionada com a psoríase.

A reprodução correcta das células acontece devido ao equilíbrio que guardam duas substâncias, as chamadas Ciclo AMP e GMP.

Ao romper-se esse delicado equilíbrio entre essas duas substâncias, ocorre um descontrolo na produção de células da pele ocasionando a psoríase.

Sabe-se que a má digestão das proteínas produz um aminoácido tóxico (uma poliamina) que rompe esse equilíbrio.

A vitamina A e o beta-caroteno detêm a formação dessa substância tóxica, ajudando a prevenir a psoríase produzida por esta causa.

Tratamento:

O Dr. Murray Pisomo recomenda a desintoxicação completa do corpo, uma vez que um considerável número de toxinas está envolvido na psoríase, incluindo algumas bactérias.

Essas toxinas incrementam o GNIP cíclico, rompendo o equilíbrio que este guarda com o APM e desencadeia a produção de células.

A falta de fibra na alimentação ajuda a acumulação de toxinas no intestino.

A deficiência na função do fígado ajuda a formação de psoríase, uma vez que a função do fígado é a de filtrar as toxinas e, quando há uma deficiência nesta função, estas toxinas se dirigem ao sangue e contribuem para a formação das poliaminas, o que causa novamente um desequilíbrio do APM com o GMP, aumentando exageradamente as células da pele.

O alto consumo de álcool aumenta consideravelmente a psoríase, isso se dá pelo efeito negativo que o álcool tem sobre o fígado.

Anúncios

Acne

AcneTerapia aconselhada:

Vitaminas:Vitamina A, Vitamina E, Vitamina C, vitaminas complexo B (B5 e B6).

Minerais: zinco, selenio e cromio

1. Usar duas vezes por dia o sabão líquido neutro (o sabão de Aloe Vera produz uma limpeza profunda e antisséptica) na acne

2Aplicar na acne um peeling, ou um creme esfoliador

3. Aplicar um creme de própolis e Aloe Vera na acne depois do peeling

4. Fazer uma máscara limpadora de caulim duas vezes por semana

5. Comprimidos de própolis de abelha quatro vezes por dia

6. Comprimidos de Multiminerais que contenham selénio, picolinato de cromio e zinco

7Comprimidos de alho, tomilho e lecitina.

8. Comprimidos de Beta-caroteno e vitamina E

9. Ingerir levedo de cerveja

10. Comprimidos de Vitamina C

Recomendações:

Lavar o rosto com sabão líquido neutro todos os dias, pela manhã e à noite, com o fim de remover toda a gordura da acne (secar-se com um lenço descartável para não se contaminar novamente):

1. Aplicar o creme de própolis com Aloe Vera (as mulheres podem usar maquilhagem sobre o creme de própolis) sobre as vesículas com acne.

2. É recomendável fazer-se uma limpeza profunda com uma máscara limpadora duas vezes por semana com a finalidade de se extraírem todas as impurezas.

3. Tomar comprimidos de beta-caroteno (vitamina a), vitamina Evitamina C;

4É aconselhável usar na acne um creme esfoliante periodicamente, assim como aplicar um peeling à base de ácidos de frutas e Retinol para eliminar lentamente a pele maltratada e com marcas.

5. Ingerir um comprimido de antibiótico natural como a própolis de abelha até que elimine a infecção da acne;

(A acne requer um tratamento entre quatro a seis meses).

Além disso recomenda-se:

• Eliminar ao máximo o açúcar e a farinha refinada, assim como as frituras, a manteiga e também o chocolate e o creme de leite.

• Aumentar o consumo de fibras para limpar o estômago e o intestino.

• Ingerir minerais como o crómio (pode ser em pastilha ou em forma de levedura de cerveja), o selenio e o zinco (ajuda a actividade das hormonas).

• Eliminar os sabões que contenham enxofre, iodo, brometos ou gorduras.

• Evite a prisão de ventre e a indigestão,

Atenção:

Se uma ou mais vesículas de acne ficarem avermelhadas a área inflamará e ficará sensível ao toque, podendo trazer uma séria infecção.

A ACNE é uma vesícula de gordura infectada na pele produzida pelas glândulas sebáceas, localizadas em cada folículo do pêlo.

Quando essa gordura infectada é retida, produzem-se vesículas denominadas acnes.

A acne manifesta-se principalmente no rosto e nas costas e pode chegar a criar abcessos e caroços profundos de gordura infectada.

Causas:

A produção de certas hormonas, ao chegar a puberdade, provocam a segregação extra de gordura pelas glândulas sebáceas da pele.

Se não houver uma higiene suficiente ou quando se vive num ambiente nocivo, instala-se a infecção.

Artrite

artriteTerapia recomendada:

Vitaminas: A (Beta-Caroteno), 131, B12, C e E

Minerais: cálcio, Magnésio, Selénio, Zinco

1. Alho

2. Óleo de pescado com ómega-3 ou colheradas de óleo de figado de bacalhau

3. Sumo de Aloe com “”cranberry” (uva do monte)

4. Beta-caroteno com selénio e vitamina E

5. Vitamina C

6. Multiminerais

7. Loção balsâmica de Aloe com Eucalipto friccionando no local, desinflama e alivia as dores.

8. Própolis de abelha, reforça o sistema imunitário

9. Geleia Real (contém complexo B)

Aspecto emocional, com os filhos e com o cônjuge. O stress propicia a artrite.

Recomendações:

Recomenda-se o seguinte:

  1. Não consumir carnes vermelhas.
  2. Ingerir óleo de pescado com Ómega-3.
  3. Aumentar o consumo de bacalhau, sardinhas, atum e azeite de oliva.
  4. Consumir bastante laranja ou toronja (vitamina C).
  5. Muita verdura crua em forma de saladas.
  6. Ameixas, cerejas ou “cranberry” em grande quantidade.
  7. Sal, farinhas e açúcares refinados em quantidade mínima.
  8. Beber 1 ou 2 copos de leite desnatado ao dia (possui muito cálcio).
  9. Comer queijo fresco e trigo integral.
  10. Recomenda-se ingerir as vitaminas A, B1, B12, C e E, e os minerais selênio, manganês e cálcio.
  11. Para mitigar a dor recomenda-se o chá de casca de salgueiro, o qual segrega uma substância similar à aspirina. Atenção: Se é alérgico à aspirina, não a tome.
  12. Realizar exercícios aeróbicos de baixo impacto, sem forçar em demasiado; isto o ajudará a flexibilizar as articulações.
  13. O uso de braceletes de cobre pode ajudar algumas pessoas a reduzir a dor da artrite.

O Dr. Helmar Doiwet escreve em seu livro, “The Cooper Bracelet and Arthritis”, que se tem observado incidência de artrite em pessoas que apresentam dificuldade de assimilar o cobre, acreditando-se que o cobre desprendido do bracelete penetre no corpo através da pele e se metabolize.

Tratamento:

Como tratamento recomenda-se suprimir as carnes vermelhas, o álcool, o cigarro e outros tóxicos.

Alguns alimentos podem ser alérgicos para o organismo e produzir inflamação nas articulações.

Os mais comuns são: a farinha refinada, açúcar refinado, bem como o leite integral, as batatas e a pimenta. (Prove-os com cautela para detectar se alguns destes vão produz inflamação nas articulações).

Evite a manteiga e os alimentos gordurosos como as frituras.

As carnes vermelhas contêm um ácido gordo chamado

 Ácido Araquidónico. Este ácido contribui grandemente para a inflamação dos tecidos. 

Isto não acontece com as gorduras poliinsaturas (gorduras benéficas), como o azeite de oliva.

A dieta vegetariana impede e bloqueia o processo de conversão do ácido araquidórtico em  inflamatórias.

Esta mesma função benéfica é realizada com êxito pelo óleo de peixes de águas frias, que contém ácidos gordos poliinsaturados (EPA) (gorduras benéficas) como o ómega-3.

Também a realizam o ómega-6 e o ómega-9 (ácido oleíco contido no azeite de oliva).

Por esta razão, recomenda-se comer muito pescado tipo sardinha, bacalhau, atum, salmão, além de muito azeite de oliva.

Descobriu-se que o “cranberry’ (fruta da família dos “berries” como as amoras, o morango e a cereja,  principalmente os de cor azul-avermelhado escuro) contém bioflavonóides, os quais possuem uma acção anti-inflamatória e antioxidante potente.

Se usarmos o néctar da Aloe misturado com “cranberry” (uva do monte), teremos um efeito reforçado e multiplicado.

Recomenda-se ingeri-lo em grandes quantidades. Este mesmo produto é recomendado para a gota.

Outros elementos que são eficazes para combater a artrite reumatóide são:

Selénio, poderoso antioxidante que desempenha um papel importante no bloqueio da produção da prostaglandina inflamatória.

Vitamina E: combinando-se esta vitamina com o selénio, a sua acção é mais poderosa.

Além deste, temos:

Zinco, Dr. Michael Murray, em seu livro “Enciclopédia e Medicina Natural”, comenta que o zinco ministrado a um grupo de pacientes produziu redução dos efeitos da Artrite Reumatóide.

Outros elementos recomendados pelo Dr. Michael Murray são: a vitamina C e o manganés.

Ambos devem ser tomados diariamente.

Ginseng coreano e siberiano possui grandes propriedades como adaptógeno, isto é, ajuda o organismo  a adaptar-se nos momentos de tensão e de stress, o que faz com que as glândulas suprarrenais  segreguem adequadamente as hormonas anti-inflamatórias e estabilizadores das funções do organismo, retardando ou mesmo eliminando as dores causadas pela artrite reumatóide.

Tem-se observado que o stress propicia este tipo de artrite.

É muito conveniente uma desintoxicação do organismo através de uma dieta de 1 a 3 dias somente à base de sumos de frutas, nos quais se inclui preferencialmente o sumo de Aloe (isto deve-se ao grande poder de limpeza e desintoxicação dentro das micro-vilosidades intestinais).

Para proporcionar uma limpeza mais completa, sugere-se fazer um enema à base de café através do recto durante três dias consecutivos (ver esta lavagem, em detalhe, no tópico desintoxicação do fígado). Isto tem como finalidade preparar melhor o organismo para receber o tratamento.

Inicie a sua dieta sob supervisão médica.

A  Artrite manifesta-se como dor e inflamação e/ou desgaste das articulações, sendo esta de dois tipos:

1. osteciartirite é uma deformação produzida pelo desgaste das cartilagens entre os ossos, de tal forma que estas cartilagens desaparecem provocando o atrito dos ossos uns com os outros, principalmente nas extremidades.

2. artrite reumatóide, que é diferente da anterior, estende-se por todo o corpo, inflamando as cartilagens e a membrana sinovial ao redor das junções dos ossos, ocasionando a saída do líquido sinovial (líquido gorduroso que serve para lubrificar e proteger os ossos contra a artrite e o desgaste).

Esta enfermidade não é frequente, porém quando se apresenta requer atenção médica.

Sintomas:

Inflamação e dor nas articulações, começando geralmente nas mãos e pés, podendo, porém, apresentar-se na coluna vertebral ou em outras áreas.

O tempo húmido e frio aumenta a dor.

A pessoa apresenta dificuldade para movimentar-se e também sofre uma deformação da parte do corpo que é afectada (mãos, pés etc.), a qual aumenta com a tempo, impedindo que a pessoa possa mover-se com facilidade.

Anorexia

AnorexiaTerapia recomendada:

Vitaminas: Em especial Vitamina A, Vitaminas do complexo B, Vitamina D e VItamina C.

Minerais: potássio selénio, zinco e cálcio.

Outros: proteínas, gorduras e carbohidratos.

1. Mistura proteica, misturado no leite ou iogurte (contém vitamina D, além de potássio, zinco, selénio e cálcio).

2. Pólen de abelha e/ou alfalfa (ricos em  vitaminas do complexo B, vitamina C, vitamina D, vitamina E e vitamina K e Beta Caroteno (Vitamina A))

3. Multiminerais

4. Sumo de Aloe Vera

5. Geleia Real

6. Vitamina A a C

7. Chá de ervas tranquilizantes, uma vez que são estimulantes do apetite.

Tratamento:

O Dr. James F. Balch recomenda em seu livro “Nutritional Healing” ingerir megadoses de multivitaminas e multiminerais (o pólen de abelha e a alfafa são excelentes multivitamínicos).

Além deste tratamento, a anorexia nervosa consegue bons resultados com apoio psicológico para motivar o paciente a comer e sugestões de nutrientes adicionais em suas refeições.

Consumir sempre alimentos ricos em vitamina A, vitaminas do complexo B, vitamina C, vitamina D e vitamina K.

Se a pessoa continuar a emagrecer, apesar do tratamento, pode ser perigoso. Consulte seu médico.

A ANOREXIA NERVOSA, manifesta-se como uma repugnância ao alimento o a uma diminuição de peso.

Em casos graves se pode chegar a uma hospitalização da pessoa.

Sintomas:

1. Perda total da fome;

2. Perda de peso;

3. Queda de cabelo pela falta de proteínas e nutrientes;

4. Vómitos;

5. Perda de menstruação;

6. Baixa pressão arterial, pulso débil.

Manifesta-se principalmente em adolescentes que têm temor de engordar ou devido a dieta sem controle que produz efeito negativo, já que o estômago se habitua a não processar alimento e vai diminuindo, fazendo com que recuse todo e qualquer alimento.

Se não for controlada logo, com atenção médica, pode chegar a limites perigosos.

Causas:

São de origem nervosa e psicossomática.

O desejo de não querer comer para emagrecer e o hábito de vomitar depois de comer (bulimia) acostuma o estômago a não trabalhar.