Anorexia

AnorexiaTerapia recomendada:

Vitaminas: Em especial Vitamina A, Vitaminas do complexo B, Vitamina D e VItamina C.

Minerais: potássio selénio, zinco e cálcio.

Outros: proteínas, gorduras e carbohidratos.

1. Mistura proteica, misturado no leite ou iogurte (contém vitamina D, além de potássio, zinco, selénio e cálcio).

2. Pólen de abelha e/ou alfalfa (ricos em  vitaminas do complexo B, vitamina C, vitamina D, vitamina E e vitamina K e Beta Caroteno (Vitamina A))

3. Multiminerais

4. Sumo de Aloe Vera

5. Geleia Real

6. Vitamina A a C

7. Chá de ervas tranquilizantes, uma vez que são estimulantes do apetite.

Tratamento:

O Dr. James F. Balch recomenda em seu livro “Nutritional Healing” ingerir megadoses de multivitaminas e multiminerais (o pólen de abelha e a alfafa são excelentes multivitamínicos).

Além deste tratamento, a anorexia nervosa consegue bons resultados com apoio psicológico para motivar o paciente a comer e sugestões de nutrientes adicionais em suas refeições.

Consumir sempre alimentos ricos em vitamina A, vitaminas do complexo B, vitamina C, vitamina D e vitamina K.

Se a pessoa continuar a emagrecer, apesar do tratamento, pode ser perigoso. Consulte seu médico.

A ANOREXIA NERVOSA, manifesta-se como uma repugnância ao alimento o a uma diminuição de peso.

Em casos graves se pode chegar a uma hospitalização da pessoa.

Sintomas:

1. Perda total da fome;

2. Perda de peso;

3. Queda de cabelo pela falta de proteínas e nutrientes;

4. Vómitos;

5. Perda de menstruação;

6. Baixa pressão arterial, pulso débil.

Manifesta-se principalmente em adolescentes que têm temor de engordar ou devido a dieta sem controle que produz efeito negativo, já que o estômago se habitua a não processar alimento e vai diminuindo, fazendo com que recuse todo e qualquer alimento.

Se não for controlada logo, com atenção médica, pode chegar a limites perigosos.

Causas:

São de origem nervosa e psicossomática.

O desejo de não querer comer para emagrecer e o hábito de vomitar depois de comer (bulimia) acostuma o estômago a não trabalhar.