Diabetes

Diabetes

Terapia recomendada:

Vitaminas: complexo B

Minerais: crómio, magnésio, cálcio, cobre

1. Sumo de Aloe Vera

2. Picolinato de crómio:

3. Ginseng

4. Mistura proteica (“milk-shake”) com libra.

5. Minerais (magnésio e cálcio)

6. Própolis de abelha

O Diabete mais frequente nos adultos é o Diabete Melito tipo II (o do tipo I acomete nas crianças). Essa enfermidade vem quando a concentração de açúcar é elevada (glicose).

A organização Mundial da Saúde (OMS) define o Diabete da seguinte forma:

“Díabete Melito é um estado de hipergilcemia crónica produzido por diversos factores: genéticos, alimentícios etc. O hormónio insulina segregado pelas células beta do pâncreas é o principal regulador da concentração de açúcar no sangue. Quando esse hormónio não é produzido eficientemente, a concentração de açúcar no sangue aumenta” ocasionando, desta maneira, um sem número de transtornos.

Sintomas:

Diabete Melito, manifesta-se por uma necessidade exagerada de urinar (seis ou mais vezes por dia), expulsando-se desta forma o açúcar excedente.

A pessoa fica irritadiça e tem muito cansaço, debilidade e esgotamento, além de muita fome (polifagia), e uma imperiosa necessidade de ingerir açúcar.

Apresenta-se também uma polidipsia (sede excessiva).

• Glicosiúria:

Quando a concentração de açúcar no sangue é exagerada e não pode ser filtrada pelos rins, este passa à urina, tendo um odor de mel de bordo (árvore da família da Aceráceas).

O nível de açúcar no sangue para que apareça glicosúria na urina, é de 180 mg/ 100 ml.

 Cetonúria: 

É quando se encontra na urina presença de acetona, tendo a urina e o hálito um forte cheiro de acetona. A cetortúria junto com a glicosúria (acetona mais açúcar) = cetoacidose diabética, podendo ocasionar o coma diabético. Cuidado!

A formação de úlceras na pele e gangrenas nas extremidades dos doentes crónicos produz-se pela falta de circulação sanguínea devido à presença de arteriosclerose e hipertensão nessas partes do corpo.

Quando esses sintomas ficam crónicos, podem ocorrer consequências graves, já que, sem que se perceba, os dedos dos pés e as pernas podem gangrenar-se.

A visão é afectada pelo Diabete crónico, sem sintomas no início.

Pode-se apresentar glaucoma (alta pressão do olho), desprendimento parcial da retina, hemorragias, microarteurismas (artérias que incham) e catarata.

Causas:

Existe uma grande predisposição a herdar o diabete, o qual se manifesta mais facilmente em pessoas obesas.

Essas pessoas podem controlar seu Diabete com uma dieta adequada.

No diabético, o pâncreas não funciona adequadamente, e por isso não produz a insulina na quantidade e na qualidade requerida.

A insulina é um hormónio produzido pelo pâncreas e sua função é ajudar a glicose a penetrar nas células dos músculos, do fígado e do tecido adiposo e fixá-la ali como reserva para ser usada posteriormente, de forma imediata, pelos órgãos que não têm a facilidade de armazenamento.

A glicose, não podendo penetrar nas células dos tecidos, fica então em grande concentração no sangue e por isso esses tecidos (músculos etc.) não têm a energia suficiente para funcionar bem, produzindo-se um enfraquecimento da pessoa, já que apesar de ter glicose suficiente no sangue, esta não é aproveitada.

Tratamento:

O Diabete pode ser controlado com uma dieta adequada na qual deve-se incluir muita fibra como a contida na tuna (família das Cactáceas), nas cenouras, nos cereais integrais e nas frutas e verduras em geral.

Você pode controlar o seu Diabete se seguir uma dieta adequada e um modo correto de vida.

Descobriu-se que alguns produtos energizantes como o Ginseng contêm algumas substâncias similares ao hormónio insulina, menciona o livro “O Ginseng e suas Maravilhas” de Watterlot,onde ele explica o que encontrou nas investigações realizadas pelo Prof. Dr. Hirolshi Okuda, da Universidade de Ehime, Japão: o Gínseng é uma substância com alguns efeitos similares aos da insulina.

Crómio:

O mineral crómio (em especial o picolinato de crómio é um elemento muito importante que intervém bastante no metabolismo do açúcar junto com a insulina. (O picolinato de cromo foi desenvolvido pelos “laboratórios de investigação da nutrição humana”, financiado pelo governo dos Estados Unidos e patenteado pelo Departamento de Agricultura dos E.U.A., podendo funcionar como um suprimento nutricional seguro e eficaz). Recomenda-se ingerir 50 a 200 g deste mineral por dia para ajudar o processo que a insulina realiza nas células. Demonstrou-se que ao consumir o cromo a insulina realiza sua função com muito mais eficiência, reduzindo assim as necessidades insulínicas do corpo. Dentro dos alimentos que mais contêm crómio estão: a levedura de cerveja, moluscos, óleo de milho e grãos integrais.

O obeso deve baixar de peso para poder controlar o seu Diabete.

A “Associação Americana de Diabete” recomenda:

• Setenta a oitenta por cento das necessidades de calorias devem provir de carboidratos completos: feijões, grão-de-bico, batatas, lentilhas (1 g de carboidratos contém 4 calorias).

• Elimine os açúcares simples. Coma frutas.

• Doze a vinte por cento de suas calorias devem provir de proteínas.

• Coma pouca gordura, de preferência gorduras polinsaturadas (peixes, atum, salmão, azeite de oliva etc.) (1 g gordura = 9 cal.)

• Coma um mínimo de 40g de fibras (grãos integrais, trutas, verduras e legumes).

• Baixa seu colesterol. Não se deve ingerir mais do que 300 mg de colesterol por dia.

• Coma pouco, porém várias vezes ao dia (5 a 6), em lugar de três refeições abundantes. As células do corpo manejam melhor o açúcar do sangue, já que se produz melhor a insulina fazendo-se várias refeições pequenas ao dia.

• Consuma algum suprimento nutricional que contenha crómio. o Ginseng produz um efeito parecido com esse elemento.

• Cuide o consumo de álcool (no máximo tome 60 ml de bebida alcoólica duas vezes na semana),

• Faça exercícios físicos. Para o diabético o exercício funciona como se fosse uma dose de insulina.

Atenção:

Faça qualquer tratamento sob vigilância médica, já que o diabete que não é cuidado adequadamente pode trazer graves problemas à sua circulação, à sua vista, rins, etc.

1 comentário a “Diabetes

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s