Coração

Terapia recomendada:
– Artic Sea
– Alho
– Vitamina C e Fibra
– Sumo de Aloe Vera com Arando
– Beta Caroteno e vitamina E
– Multiminerais

O sistema cardiovascular compreende o coração e os vasos sanguíneos que fazem sua irrigação. O sangue é bombeado para todo o corpo pelo coração através dos vasos sanguíneos.

As artérias que suprem de sangue o músculo cardíaco chamam-se artérias coronárias.

Quando essas artérias são bloqueadas ou reduzidas, principalmente pelo colesterol, que está aderido às paredes da artéria, chega ao músculo cardíaco uma quantidade insuficiente de sangue, a qual produz lesão permanente no coração.

Sintomas de enfarte:

Dor aguda muito forte no meio do peito, de uma maneira súbita e com muita opressão. A dor pode irradiar-se até o pescoço, ao ombro, à parte interna do braço ou à parte superior do abdómen. Mas também ela pode ficar restrita à região central do peito.

Geralmente dura mais de dois minutos, quando se apresenta uma obstrução parcial e temporária da artéria coronária, bem como uma forte dor que se denomina angina do peito – apresenta-se na maioria das vezes depois de exercícios fortes ou de um grande esforço físico.

A diferença entre um ataque do coração – enfarte do miocárdio, e a angina do peito, é que no ataque do coração o dano ocasionado pela falta de irrigação sanguínea é permanente, ocasionando a necrose desta parte do músculo cardíaco. Já na angina do peito, o dano é temporário e reversível e a dor cessa em um ou dois minutos ao descansar.

Outros sintomas do enfarte são:

Suores, náusea, palidez, debilidade, palpitação, vomito, dificuldade respiratória, opressão no peito, sensação de que está a acontecer algo grave, ansiedade, zumbido nos ouvidos, incapacidade de falar…

Causa:

A principal causa do ataque cardíaco é a arteriosclerose e essa, por sua vez, é produzida por cigarro, hipertensão, obesidade, stress, gorduras – colesterol e triglicerídeos e cálcio excessivo no sangue, vida sedentária, diabetes, herança genética e falta de exercícios – vida sedentária.

Tratamento preventivo:

Como prevenção, deve mudar-se o estilo de vida, na maioria dos casos:

– Fazer exercícios físicos diários.

– Alimentar-se correctamente.

– Evitar alimentos gordurosos.

Atitudes imediatas no caso de enfarte:

– Identifique os sintomas de enfarte.

– Sente ou recoste a pessoa, em posição que lhe permita respirar melhor.

– Tranquilize a pessoa.

– Providencie um translado para o hospital. Não permita recusa. – Se for possível solicite serviço especializado de translado – ambulância, resgate…

– Quando se está muito distante do hospital ou de um médico, o paciente deve ser acomodado imóvel, deitado por uma semana, sem realizar actividade física ou fazer esforço.

Recomenda-se como preventivo contra o enfarte usar a seguinte terapêutica:

Vitaminas:(A Beta Caroteno) , complexo B, B6 e B12, C, E, colina, inositol e niacina

Minerais: cálcio, cromo e magnésio, manganês, germânio, potássio, zinco e selénio.

Outros:

Ácidos graxos poliinsaturados, Omega-3, EPA, lecitina, co-enzima q-10.

Anúncios